Páginas

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Caravana da Coca Cola 2013 - itinerários



Os tradicionais caminhões da Coca-cola já começaram a circular por Sorocaba e cidades da região neste fim de ano. Pelo 13º ano consecutivo, até o dia 23 de dezembro, a caravana percorrerá bairros de Sorocaba, Itu, São Roque, Votorantim, Itapetininga, Tatuí, Boituva, Itapeva, Itararé, Piedade, Mairinque, Iperó e Araçoiaba da Serra, proporcionando um espetáculo de luzes e sons, que emociona crianças e adultos.

Além da presença do Papai Noel - que distribui balas durante os trajetos - o Urso Polar da Coca-Cola também participará da caravana, que começa sempre às 19h30.

De acordo com a analista de promoção e propaganda da Sorocaba Refrescos, Bruna Sulga, este ano foi necessário reformular alguns itinerários e revisar as rotas para que fosse possível a inclusão de novos bairros e novas cidades. "Para a Caravana de Natal 2013, montamos uma proposta completa e com inclusão de itinerários, valorizando ainda mais o projeto e também adequando às mudanças de cenários das cidades", explicou a analista

Ela ressalta que a Caravana da Coca-Cola é tradicional e bastante esperada pelo público. "É muito gratificante ver o brilho nos olhos das crianças e as famílias reunidas para ver a caravana passar. Essa aproximação com a comunidade é muito importante na construção da nossa história".


Confira a programação completa e o itinerário dos próximos dias:

Sorocaba -19/12 (Quinta -feira) Região Central
 
1.Av. Armando Panunzzio
2.Av. General Carneiro
3.Av. Humberto de Campos
4.Av. Afonso Vergueiro (Retorno Est. Ferrovia)
5.Av. Afonso Vergueiro
6.Av. Eugênio Salerno (subir)
7.Av. Moreira César
8.Av. Juscelino K. de Oliveira
9.Av. Pereira Inácio
10.Av. Washington Luiz
11.R. Tocantins
12.R. Evaristo da Veiga
13.R. João Pessoa
14.Av. General Carneiro
15.Av. Moreira César
16.Av. Barão de Tatui
17.Av. Antônio Carlos Comitrê
18.Raposo Tavares
 
Sorocaba - 21/12 (Sábado)
Região da Vila Hortência
 
1.Rod. Raposo Tavares
2.Av. Nogueira Padilha
3.Rua. Ruy Barbosa
4.Rua. Constantino Senger
5.Av. São Paulo (retornar Chimarrão)
6.Av. São Paulo7.Av. Nogueira Padilha
8.Rua: Newton Prado
9.Rua: Dr. Campos Sales
10.Av. Marques de Itu
11.Av. Paraguai (esquerda)
12.R. Cervantes (esquerda)
13.Rod. Raposo Tavares á (direita)
14.R. Moreira Salles (direita)
15.R. Newton Prado
16.Rua: Santa Maria (direita)
17.Av. Nogueira Padilha (direita)
18.R. Chile (direita)
19.R. Bolívia (esquerda)
20.Raposo Tavares21.Fábrica
 
Saída a partir das 19:30
 
Itinerário 20
 
Sorocaba - 22/12 (Domingo)
Região do Central Parque
 
1.Av. Armando Panunzzio
2.Av. Salvador Milego
3.Av. Guida Mares (Central Parque)
4.Av. José Tótora
5.Praça Aquiles Soares
6.Av. Dr. Osmar Maciel
7.Av. Sônia Maria Martinez Dias
8.Av. Nicolau Elias Tibechereny
9.Av. Mário Soave
10.Rua. Ernestina Vieira Nunes
11.Av. Santa Cruz
12.Av. Miguel P de Moraes
13.Av. Américo Figueiredo
14.Av. Alameda das Azaléias
15.R. Benedito Ferreira Telles
16.Rua. Dr. Joaquim José Batista Ferreira
17.Av. General Carneiro
18.Av. Armando Pannunzio
19.Rodovia João Leme dos Santos
20.Fábrica
 
Saída a partir das 19:30
 
Itinerário 21
 
Sorocaba - 23/12 (Segunda-feira)
Região da Av. Ipanema
 
1.Av . Armando Pannunzio
2.Av. Gal Carneiro
3.R. Humberto de Campos
4.Av. Salvador Stefanelli
5.Av. João de Almeida Melces
6.Av. Gumercindo Gonçalves
7.Av. Percito de Souza Queiroz
8.Av. Gonçalves Junior
9.Av. Brasil
10.Av. Maciel Baião
11.Av. Ipanema (retornar depois do Roldão)
12.Av. Ipanema (volta)
13.Av. Brasil (direita depois do Carrefour)
14.Av. Santos Dumont
15.R. Castanho Taques
16.R. Gonçalves Junior
17.Av. Percito de Souza Queiroz (direita)
18.Av. Gumercindo Gonçalves
19.Av. João de Almeida Melces
20.Av. Salvador Stefanelli
21.R. Humberto de Campos
22.R. Cel Pedro Dias de Campos (direita)
23.R. Bento Manoel Ribeiro
24.Av. Gal Carneiro
25.Av. Luiz Mendes de Almeida (direita)
26.Rod. Raposo Tavares (marginal)
27.R. Antonio Aparecido Ferraz
28.Fábrica - Sorocaba Refrescos
 
Saída a partir das 19:30

Biscoitinhos de Natal!!

Esse ano resolvi fazer biscoitos natalinos para presentear as 'tias' da escolinha das crianças. Foi um momento delicioso. Fazer os biscoitos, em família, foi uma atividade maravilhosa! Despertamos o 'artista' que existe dentro de nós...rsrs.





Receitinha aqui.

Você pode aproveitar e enfeitar a árvore de Natal com o biscoitos feitos pelas crianças. Para isso, ou você faz um furo em cada biscoito, antes de assar, para colocar um cordão ou coloca cada biscoito em saquinhos individuais e pendura na árvore. Sucesso garantido!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Amamentar ou não amamentar? Eis a questão!



Amamentar é algo natural. 
Toda mulher tem leite e todo leite é suficiente para seu filho. 
Basta querer e o bebê estimular. Só. 

Se a mãe QUER e o bebê IDEM...nada impede.
Se você tiver pouco leite, estimule mais, tome mais líquidos, TIRE A CHUPETA e ofereça mais a mama a seu bebê. Ele ajuda a produzir mais leite. Converse com a pediatra, com as amigas, mas NUNCA negue o peito!! 

Pode ser insegurança tua, pois, de acordo com dados, apenas 2% têm dificuldades físicas para produzir uma quantidade suficiente de leite. Não desista!

O Pedro e o João mamaram o quanto quiseram, nunca neguei. Nunca dei chupetas. Nunca dei mamadeiras. 

Saiu numa Revista conceituada, uma crônica sobre a amamentação e suplementos que está revoltando as mamães de plantão. 


Leia e tire suas próprias conclusões:


Há um ano: Leite em pó

A tal moda de amamentar está me dando fome... E todos os adultos achando que tô chorando por cólica
Estou deixando minha mãe meio apavorada. É porque eu choro muito. E ela continua não entendendo. Vou contar a verdade: Minha mãe está com pouco leite... Acontece nas melhores famílias. Mas como eu nasci no século 21 - em uma família que pode ir ao supermercado - existe uma solução incrível chamada LEITE EM PÓ. Os cientistas – são os homens que inventam as coisas novas - conseguiram inventar um leite bem parecido ao leite da minha mãe, é uma maravilha. 
O problema é o de sempre: minha mãe não me ouve. Ela fica achando que eu tô chorando de cólica, e eu tô chorando de fome! Cólica é uma coisa que eles dizem para todos os problemas que a gente tem. Quando não sabe o que é, é só dizer que é cólica! Mas pra vocês entenderem a cólica e o leite em pó vou ter que falar de outro assunto.
Aqui na Terra tem uma coisa chamada “moda”. Todo mundo se influencia por ela. A moda faz as pessoas mudarem de ideia e acreditarem no extremo oposto do que acreditavam antes. É assim, dependendo da moda você logo muda de idéia. A moda depende do lugar, da época e não sei mais do quê, mas serve pra tudo: eu já vi para comida, roupa, educação. Isso só em três semanas, então é seguro que sirva pra mais coisa.
Tô dizendo isso porque aqui onde nasci, no Brasil, está super na moda amamentar! Então a maravilhosa invenção do leite em pó anda malvista... E nem passa pela cabeça da minha mãe – que, infelizmente, se influencia pelo o que pensa a maioria - que eu seria muito mais feliz se ganhasse, depois do peito, um pouquinho de leite em pó.
Tem uma senhora muito simpática que vem quase todo dia aqui em casa. Ainda não entendi porque ela passa tanto tempo aqui – e ninguém me explicou. O nome dela é Maria. Uma visita diferente porque as outras visitam costumam ficar paradas e ela fica de um lado pro outro levando coisas, arrumando, limpando. De vez em quando, ela fala para alguém: “Ah, se a mãe dela saísse um pouquinho, eu bem que dava uma mamadeira bem grande, aposto que esse bebê está chorando de fome”. A Maria, que não liga pra moda, tem boa intuição. Mas nada da minha mamãe sair de casa...
É o problema de sempre... Os adultos basicamente só entendem as palavras. No resto da comunicação eles não vão muito bem.
Ai que fome, quero mais leite e o da minha mãe já acabou... É difícil mesmo essa vida na Terra...

Mariana Reade



Seria puro merchan da DANONE ou uma tremenda coincidência??



Leia mais, aqui mesmo, no blog, sobre amamentação, clicando aqui.




terça-feira, 26 de novembro de 2013

Crianças proibidas de ver!

Muito otimistas, os seres humanos associam a palavra novo à palavra melhor. Gostamos de descrever as mudanças na nossa vida como "o progresso da humanidade".

Mas o novo não é sempre melhor. A redescoberta dessa afirmação óbvia é uma das novidades deste início de século e tem aumentado nosso interesse pelo modo de vida nas sociedades ditas primitivas. Você segue a dieta do caçador ou é vegetariano? Que tal corrermos descalços? Educar em casa ou na escola? E o colchão, não deveria ser mais duro?

Nosso passado é longo. Os ancestrais do Homo sapiens surgiram 1 milhão de anos atrás. Durante os primeiros 800 mil anos viveram coletando o alimento de cada dia, todo dia, o dia todo. Vagavam pelas estepes e florestas africanas, fugindo dos predadores. Nós, os Homo sapiens, surgimos faz aproximadamente 200 mil anos e somos descendentes dos indivíduos que sobreviveram a esta intensa seleção natural que durou 800 mil anos. 

Nestes últimos 200 mil anos, ainda passamos 185 mil deles vivendo em pequenos grupos, coletando raízes, caçando, pescando, nos espalhando por diversos continentes. Os nossos antepassados que sobreviveram a esse tipo de vida descobriram a agricultura e domesticaram os animais faz 15 mil anos. Neste período, passamos 10 mil anos em pequenas vilas. Faz talvez 5 mil anos que nos organizamos em cidades maiores e somente há 200 anos ocorreu a Revolução Industrial.

Nesta história de 1 milhão de anos, o passado recente não é a Revolução Francesa ou a locomotiva a vapor, como insistem os currículos escolares. O ontem é o fim da Idade da Pedra, a organização social de tribos nômades e o modo de vida dos primeiros agricultores. O carro e a internet surgiram faz alguns segundos.

O novo livro de Jared Diamond, The World Until Yesterday (O Mundo Até Ontem, em tradução livre), é sobre esse ontem e sobre o que ele pode nos ensinar. São 500 páginas de observações fascinantes. Aqui vai um aperitivo para aguçar seu apetite.

Nas sociedades tradicionais, as crianças, antes de aprenderem a andar, são carregadas pelas mães. Em todas as culturas tradicionais, logo que a criança consegue firmar o pescoço, ela é transportada na posição vertical. Pode ser nas costas ou na frente da mãe, seja com o auxílio dos braços ou utilizando dobras das roupas ou artefatos construídos para esse fim. 

Nessa posição, o campo visual da criança é aproximadamente o mesmo da mãe. Ela olha para a frente e pode observar todo o ambiente em sua volta praticamente do mesmo ângulo e da mesma altura da mãe. O horizonte, as árvores, os animais e seus movimentos são observados pela criança da mesma maneira que a mãe observa seu ambiente. Quando um pássaro canta e a mãe vira a cabeça para observar, a criança também tem uma chance de associar o canto do pássaro à sua plumagem. A criança observa o trabalho de coleta de alimento da mãe, como ela prepara a comida, o que a assusta, o que provoca o riso ou a tristeza na mãe. Carregar uma criança na posição vertical faz parte do processo de educação.

Isso era ontem. E como é hoje? 

Inventamos o carrinho de bebê. 

                              As crianças menores são transportadas deitadas de costas, olhando para o céu (ou para a face da mãe). 
    A criança não compartilha a experiência visual da mãe, não consegue associar as expressões faciais da mãe a objetos e sentimentos. 
 Os sons ouvidos pela criança dificilmente podem ser associados a experiências visuais, atividades ou sentimentos. 
          Deitadas, as crianças modernas só observam o teto (dentro de edifícios) ou o céu (ao ar livre). 

Como o céu é claro e incomoda a vista, muitos desses carrinhos possuem uma coberturas de pano, o que restringe ainda mais o campo de visão e empobrece a experiência visual da criança. Não é de espantar que um bebê, cujos ancestrais foram selecionados para aprender a observar o meio ambiente desde o início de sua vida, fique entediado. Mas para isso temos uma solução moderna: uma chupeta que simula o bico do seio da mãe. Hoje, carregar uma criança é considerado um estorvo, mas nossa nova solução distancia fisicamente a criança da mãe e não permite que elas compartilhem experiências sensoriais. Transportar uma criança deixou de fazer parte do processo educacional.

Hoje sabemos que o desenvolvimento do córtex visual, a parte do cérebro que processa imagens, não termina durante a vida fetal, mas continua após o nascimento e depende do estímulo visual constante para amadurecer. Os carrinhos de bebê de hoje são mais novos, mas será que são melhores?

É incrível, mas hoje, numa época em que educar para o futuro é o lema de toda escola, numa época em que tentamos alfabetizar as crianças cada vez mais cedo, abandonamos o hábito milenar de permitir que as crianças olhem para a frente e compartilhem as experiências vividas por suas mães. 




* Fernando Reinach é biólogo.

MAIS INFORMAÇÕES: JARED DIAMOND,  "THE WORLD UNTIL YESTERDAY. WHAT CAN WE LEARN FROM TRADITIONAL SOCIETIES". VIKING 2012

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Homenagem pelo Dia das Crianças...será?

Marca de calçados, Courofino, foi infeliz ao publicar fotos publicitárias no Dia das Crianças, meninas de salto e calcinhas. A empresa foi alvo de inúmeras reclamações de internautas ao CONAR.



A Courofino, marca de bolsas e sapatos sediada em Fortaleza, defendeu a campanha e diz que houve uma "interpretação distorcida" por parte de quem viu as imagens. "A peça trazia uma criança usando os pertences da mãe, brincadeira muito comum no cotidiano infantil feminino que, por uma interpretação distorcida da real intenção da empresa, causou desconforto nas redes sociais", diz nota publicada na página oficial da empresa.
Diante da "interpretação equivocada", diz o texto, a empresa decidiu retirar a campanha do ar e pedir para que os usuários de redes sociais evitem o compartilhamento."Caso tenham compartilhado, [ a empresa pede ] que excluam o conteúdo como forma de cessar os efeitos negativos causados pela má interpretação da campanha."

Olha, não sei se é erótica, não sei qual foi a intenção da agência publicitária nem da empresa...mas, dá margem a interpretações distorcidas né. 

Esse João!!

O Joãozinho, apesar de ter feito 03 aninhos, já tá bem folgadinho! Cada coisa que eu tenho que ouvir!!

Ele, sentado à mesa, olha para o chão, aponta e diz:
"- Mãe! Pega o (as)pirador e passa aqui. Tá muito sujo!"

Chegou a hora do lanche e eu disse:
"- Vamos lá tomar um lanchinho?"
Ele riu, olhou para mim, inconformado e disse:
"- Não é tomar. Você disse tomar...é 'comer' um lanche!"


terça-feira, 8 de outubro de 2013

Churros em casa! Receitinha para o Dia das Crianças!



Faz semanas que estava morrendo de vontade de fazer churros em casa! Só de pensar me dava água na boca! Pesquisei em diversos sites brasileiros e nenhuma receita havia me convencido. Resolvi, então, pesquisar 'na fonte': em sites da Espanha!
Assisti a alguns vídeos, vi alguns documentários e resolvi testar receitas de lugares exclusivos da Espanha.

Pasmem: são necessários apenas 3 ingredientes para se fazer o verdadeiro churros espanhol!

Você irá precisar de água, farinha de trigo e sal.
A mesma medida de farinha será a mesma medida de água. Por exemplo: use uma xícara medidora. Eu coloquei meio litro de água e a mesma medida de farinha de trigo. Coloque a farinha numa travessa, à parte ferva a água com sal (uma pitada). Escalde a farinha e mexa, como se fosse fazer coxinha.

Mexa até a massa fica lisa.
(chame o maridão para mexer a massa)


Coloque, imediatamente, a massa numa manga de confeiteiro, de preferência aquelas bem resistentes, lonadas. Usei o bico pitanga fechado.

Despeje diretamente no óleo quente para não perder a forma. 
O óleo tem que estar bem quente!



Ficam suuuper crocantes!!!


Sirva polvilhados com açúcar e canela. Eu fiz um brigadeiro mole e doce de leite para mergulhar meus churros!!



Sirva prá criançada e vá para o abraço!! 


Simples e delicioso!

Vai fazer??


terça-feira, 17 de setembro de 2013

Avião do Jurassic Park.

Meus filhos são aficionados pela Trilogia Jurassic Park.
A-do-ram.
Quando marcamos, recentemente, nosso primeiro voo em família e comunicamos aos meninos, tentávamos explicar a eles como seria. O João, muito espertinho, perguntou:

" - Mãe, a gente vai no avião igual do Jurassic Park?"
" - É, João. Tirando que o avião não vai cair e não terá dinossauro...é igual sim."


Achei a minha explicação coerente...rsrs.


terça-feira, 3 de setembro de 2013

Detetives do Prédio Azul???


Minha indignação com os programas infantis continua...
Assim que mudei de pacote e ampliei meus canais pagos, entrou na lista o canal Gloob. Pensei que seria excelente...mais uma opção para os meninos.
Pois bem.
Começou um programa chamado Detetives do Prédio Azul. Sentei e comecei a assistir com os meninos. Era um programa sobre dieta e exercícios, propostos pela síndica do prédio, Dona Leocádia. Achei estranho o tema mas, diante de tanta obesidade infantil...continuei assistindo para ver no que iria dar.
Os personagens encontravam-se nm pátio aberto fazendo exercícios quando, numa discussão sobre o programa de exercícios, um dos meninos reparou e elogiou, isso mesmo, ELOGIOU o decote da síndica. Como assim? Apelação sexual em plena tarde, em pleno canal infantil?
É.
Prédio Azul aqui em casa: NUNCA MAIS!


Nova propaganda do Cheetos! Um apelo à malandragem.

Fiquei boquiaberta ao assistir ao comercial do Cheetos veiculado no 'canal infantil' Discovery Kids. 
O comercial mostra um menino, de uns 10 anos, perturbando todos da casa, atirando cheetos neles. Aliás, mostra um menino mal criado, desrespeitando todos da casa e no final atirando no bumbum (dá-se a entender) da própria mãe. Algo desrespeitoso! Estimulando as crianças a serem mal educadas, desrespeitosas e sem limites. Além de ser sensual e sexual, em certo sentido. 'Brincadeiras' envolvendo partes íntimas não deveriam ser estimuladas. 
Esse comercial é tão RIDÍCULO que o meu Pedro, de 06 anos, achou um absurdo o menino atirar o cheetos na própria mãe. E a ingenuidade das crianças? Isso leva à malícia! E se meu outro filho, de 03 anos, assiste? Vai achar graça e tentar reproduzir o que assistiu...e lá se foi a pureza água abaixo.
Como um canal, que se diz KIDS pode passar um comercial assim? Já não basta a enxurrada de apelação ao consumismo desenfreadamente precoce? 
Lastimável.
Foi o tempo em que o canal Discovery Kids era para kids...agora é para juniors.


Como fica o CONAR diante disso?


terça-feira, 27 de agosto de 2013

Eu quero janta, mãe!

Meus filhos são daqueles que comem COMIDA!
O Pedro adoraaaa brócolis com alho!
Verdade!
Veja o vídeo dele pequeno...come muito mais hoje em dia!




Estávamos no shopping, esta semana, depois de um dia cheio em São Paulo, quando perguntei a eles sobre o que eles queriam comer. Havia todo o tipo de lanche das famosas redes de fast food. 
Diante de um restaurante com comida por quilo, o Pedro disse:
" - Eu quero janta, mãe!"

Ok. Os dois comeram comida e nós, os papais, comemos lanches saudáveis.
Momento família slow food.

Vale a pena insistir em uma alimentação balanceada...o resultado é maravilhoso!
Espero que eles levem essas atitudes para o resto da vida.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Acabou o salgadinho!



O João é sapeca. Isso não é novidade!
Ontem estávamos com o vovô, no restaurante, e o João estava de olho no último pacote de salgadinhos que estava no expositor. Ele tinha acabado de almoçar.
Depois de alguns minutos, entrou, no restaurante, outra criança, de uns 03 anos de idade e ficou olhando o pacote de salgadinho. Antes que o menino tivesse qualquer reação, o João, sem perder tempo, anunciou:
" - Acabou o salgadinho! Esse é meu."

Rápido e esperto.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Aniversários! Festa do Rock!

Cansei! 
Meus filhos são pequenos mas cansei! 
Não gosto de festas grandes, não curto festas em buffet. Sou caseira. Gosto de coisas frugais. Gosto de ficar em casa e compartilhar os momentos só com os que nos amam. 
Prestes a completar 05 anos, perguntei, ano passado ao Pedro, que tipo de festinha gostaria, pois, até então eu nunca tinha perguntado e fazíamos sempre uma festinha em casa.
"- Quero uma festa do ROCK!"
Ele estava na fase Tears for Fears, sim, verdade! Ele curte demais a música SHOUT! Queria uma festa do 'shouts', como ele dizia.
Ai! O que fazer?
Bom, pensei em alugar um salãozinho. Ok.
Pensei nos comes. Ok.
Pensei nos cupcakes. Ok.
E o rock???
Bom, pensamos em pagar uma banda para tocar na festa. Nada grandioso visto que teríamos (no máximo) 20 pessoas na festa. 
Começou a SAGA. Liguei e conversei com diversas bandas de rock de Sorocaba e região. NINGUÉM TOPOU TOCAR A SHOUT! Bom, não os culpo, certo? Nem rock, rock é.
Pensei numa banda super conhecida na cidade e relutei em ligar, afinal, 'devia ser super caro' e os caras não tocariam em 'festinha de criança'. Pois bem. Liguei. Fui super bem atendida, combinamos um valor excelente e sim, eles ensaiariam e tocariam a 'Shout'.
Nossa! Alegria completa! Meu menino teria, enfim, um show de rock só para ele!
A banda é a VELOTROL. O contato foi o lindo do Rafael! Os rapazes são extremamente profissionais e tocaram para meia dúzia como se estivessem tocando para 2mil pessoas. ADORAMOS!

Detalhes das mesas, das paredes (discos de vinil), toalhas de mesa, etc. foram todos feitos por mim, ou seja, mandei fazer adesivos para os discos que comprei em sebo, comprei o tecido para a toalha e centros de mesa, fiz os cupcakes e personalizei com papel comestível no tema 'rock'. Todos nós nos vestimos de rouqueiros e a banda SÓ TOCOU ROCK. O aniversariante é aficionado por rock...nada mais justo!

Seguem algumas fotos da festa:

 painel de capas de cds

arrumando o salão

arranjo das mesas com vinil personalizado

vinil personalizado (eu mesma fiz)

mesa do bolo e o aniversariante


cupcakes personalizados (feitos por mim)

João com roupa dos Stones

Cupcakes do 'shouts'


Pedrão 'tocando' com a banda a 'Shout'



Assista a um pedacinho da SHOUT com o Pedro e a Banda Velotrol:



segunda-feira, 1 de julho de 2013

O sono e a criança.


Quantas horas de sono seu filho precisa para ser saudável?

Desde antes de ter meu Pedro eu sempre soube que em cada etapa da vida precisamos de X horas de sono. Recentemente, numa reunião de escola, ouvi a psicóloga dizendo, depois de uma pergunta elaborada por mim, que a criança não precisa ter um mínimo de horas de sono e que isso depende da rotina de cada casa. Hummm, não gostei dessa resposta diante de tantos pais! Tem muita mãe que coloca o filho para dormir depois da meia noite e o acorda às 6h para ir à Escolinha. Isso é correto? Que rendimento escolar essa criança terá? Ela terá um desenvolvimento físico adequado?

Em busca de respostas adequadas e de acordo com o que eu sempre acreditei, fui atrás de algumas fontes para tirar essas dúvidas. São algumas fontes apenas, cabe a você, depois, ir atrás de respostas também!




Do site IG:

Conversamos com o médico Derblai Sebben, que estudou Ritmos Biológicos na USP (Universidade de São Paulo) e Medicina do Sono na UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), para saber quais são os principais erros que os pais cometem em relação ao sono dos filhos. Deixá-los acordados até tarde, não manter horários de rotina e supor que a criança não dorme "porque é assim mesmo" estão entre os maiores enganos. Mas o pior dos problemas é deixar a criança dormir menos do que precisa - e elas precisam de muitas horas de sono por dia.

iG: Quais os erros mais comuns que os pais cometem em relação ao sono dos filhos?
Derblai Rogério Sebben: O principal problema da vida moderna é a falta de ritmo - ou seja, a falta de rotina. A vida moderna dos pais faz com que a gente viva correndo. A pessoa acorda atrasada de manhã, corre para tomar café e passa o resto do dia ansiosa. Isso incomoda a criança facilmente. Elas sofrem com essa falta de rotina, com a vida apressada dos pais. As crianças ficam agitadas, essa falta de ritmo leva à hiperatividade da criança. E isso geralmente tem relação direta com a falta de rotina dos adultos.

As crianças precisam de ritmo. Ritmo é igual a saúde. Se você quer que alguém se desenvolva com mais saúde, a estratégia é cuidar dos ritmos.Comer na hora certa, dormir na hora certa, criar e seguir uma rotina. Se os pais não mantêm uma rotina para si, isso passa para as crianças - e elas adoecem, psicológica e fisicamente.

Outro erro comum dos pais é achar que as crianças já nascem com problemas de sono. As mães me falam: "meu filho não dorme, desde bebê ele é assim". Nada disso! A não ser que a criança nasça com um problema neurológico mais grave, sempre explico para elas que a "programação genética" da criança é ela dormir quando o sol se põe e acordar quando o sol nasce. Muitos pais se enganam e acham que o filho tem um problema, mas é só falta de rotina.

iG: Muitos pais estabelecem uma rotina em que a criança vai dormir mais tarde porque eles chegam tarde do trabalho, e querem passar algum tempo com o filho. Como resolver este dilema? É melhor ficar sem ver os pais no dia a dia?
Derblai: Os estudos mostram que, durante o horário das 8 às 10 horas da noite, a criança se beneficia muito mais do sono do que da presença dos pais. Mas isso pode ser adaptado, claro. Se querem passar um tempo com os filhos, seria mais razoável que, ao chegar em casa, os pais tivessem uma conduta que vá tranquilizando a criança. Fazer um lanchinho leve, colocar na cama, ler uma história são opções melhores do que chegar e brincar, fazer bagunça, estimular. A criança poderia dormir às 8 ou 9, mas acaba dormindo às 10 horas da noite, porque os pais chegam e estimulam demais. As mães e os pais devem se lembrar que às 8, 9 da noite, eles próprios já estão cansados também. O melhor é que os filhos já estejam dormindo quando os pais chegam em casa, se eles chegam tarde. E, uma vez por semana, os pais podem se comprometer a chegar mais cedo e ficar com a criança antes dela dormir.

A criança que dorme bem forma melhor seu cérebro, o que influencia também no comportamento. Dormir bem previne o déficit de atenção e a hiperatividade.

iG: Qual a melhor hora para as crianças irem para a cama?
Derblai: Por volta das 7, 8 horas da noite, a produção do hormônio melatonina, que regula o sono, sobe - e a adrenalina desce. Esse é o horário em que é mais fácil a criança dormir. Mais fácil do que às 10 horas da noite, quando se inverte a produção.

iG: Quais os problemas que a falta de sono acarreta para as crianças?
Derblai: A criança que dorme mal pode ter problemas de imunidade - fica resfriada com mais frequência, por exemplo. Quando dormem mal, os pequenos não ficam como a gente, em ritmo lento. Eles ficam elétricos e podem ter problemas de comportamento.

iG: Quais as dicas para a hora de colocar uma criança para dormir?
Derblai: O sono é uma questão biológica. Quem dorme é o corpo, o cérebro tem que ser orientado para dormir. Como induzir o cérebro ao sono? As palavras-chave são escuro e silêncio. Esta dupla dispara a liberação da melatonina. Outras dicas práticas são ter um horário fixo e criar um ambiente apropriado para o sono. Fazer um ritual é uma boa ideia: pode acender uma velinha, deixar uma luz de abajur suave, contar uma história, fazer uma massagem - não massagem especializada, apenas um toque agradável. O importante do ritual é sua repetição. E ele deve ser bem simples. Quanto mais simples para a mãe, melhor para a criança. Quem quiser saber mais sobre o assunto, recomendo a leitura de dois livros muito bons sobre o tema: "Bom sono" (editora Celebris), de Richard Ferber, e "Nana Nenê - Como resolver o problema de insônia de seu filho" (editora Martins Fontes), de Eduard Estivill.

iG: E o que não fazer na hora de dormir?
Derblai: Colocar para dormir com televisão ligada, DVD ou música não são atitudes recomendáveis.


Do Harvard Medical Scholl de Portugal:

  IDADEHORAS DE SONO RECOMENDADAS
<3 meses="" td="">10,5 a 18 horas durante todo o dia
3-12 MESES12 ou mais horas por dia (9 a 12 horas durante a noite + 1 a 4 cochilos de 30 minutos a 2 horas durante o dia).
1-3 ANOS12 a 14 horas por dia(10 a 12 horas durante a noite + 1 a 2 horas durante o dia).
3-5 ANOS11 a 13 horas durante a noite. Pode ou não cochilar.



Da Unifesp

De 3 a 8 anos
A criança de três anos dorme cerca de 12 horas por dia. Isso geralmente se divide em 10 ou 11 horas à noite e uma soneca de uma ou duas horas. A hora da soneca varia mais entre as crianças de três anos do que entre as de dois. A quantidade de sono de que ele vai precisar depende de fatores como acontecimentos do dia, estado de saúde, mudanças na sua rotina ou fase do seu desenvolvimento.

A criança nessa idade leva uma vida muito agitada, motivado pela linguagem em desenvolvimento e pela imaginação ativa. À noite, isso pode criar condições para sonhos e pesadelos. Uma maneira de ajudá-lo a sossegar será tornar sua rotina para a hora de dormir tranqüila e simples.

Dica: Se a criança não consegue dormir sem ter uma luz acesa, um abajur de luz bem fraca pode ser aceso. Em poucas semanas ele deve se acostumar.

Obs.: Entre 3 e 8 anos o sono noturno alonga-se progressivamente de modo que a maior parte das crianças é capaz de dormir a noite inteira. Aos 7 anos de idade é excepcional que uma criança durma durante o dia de maneira regular. Nesta idade ela já não deve apresentar sono durante o dia.

Em crianças hiperativas os distúrbios de sono são um achado importante como dificuldade para dormir, despertares freqüentes podendo estar acompanhados de comportamento inadequado durante à noite, destruindo objetos da casa.


Da Revista Viva Saúde

O ato de dormir não é apenas uma pausa para descanso do corpo e da mente. Em todas as fases da vida, nosso organismo trabalha para valer nesse período:
Infância
É durante o sono que o organismo produz alguns hormônios. Entre eles, o mais importante é o do crescimento (growth hormone), o GH, secretado no primeiro terço da noite tanto nas crianças quanto nos adultos. O GH é essencial para o crescimento dos ossos e músculos. Então, a antiga lenda que a criança cresce enquanto dorme já é um fato comprovado. Pesquisadores da Universidade de Wisconsin, dos Estados Unidos, constataram por meio de sensores que os ossos de carneiros recém-nascidos, medidos a cada 167 segundos, por cerca de três semanas, cresceram pelo menos 90% no período de descanso dos animais. Os especialistas acreditam que o mesmo acontece com as crianças e adolescentes. As conclusões do trabalho foram publicadas no Journal of Pediatric Orthopedics. 

O problema é que nem os bebês escapam da falta de sono. “Aos seis meses, pode ocorrer a insônia do lactente. Sua origem é puramente emocional. Devido ao estresse e à insegurança dos adultos, o bebê também se sente inseguro e desprotegido ao adormecer”, explica o neurologista infantil Rubens Wajnsztejn, professor da Faculdade de Medicina do ABC. 
Na idade pré escolar, além do crescimento, o sono ajuda na fixação dos conceitos aprendidos durante o dia. “Noites mal dormidas resultam em um aprendizado de má qualidade”, ressalta o neurologista infantil. Nessa fase, a insônia também tem origem emocional. “O mais comum é o medo do escuro”, conta o médico Rubens Wajnsztejn.


Para meus filhos Pedro e João, tirado do site Pediatria em foco:

21 a 36 meses (1 e 9 meses a 3 anos)- Maioria das crianças ainda precisam de uma soneca
- Em média a soneca é de 2 horas mas pode ser entre 1-3 horas
- Maioria das crianças dormem entre 7-9 da noite, acordam entre 6:30-8 da manhã
- Se a soneca não aconteceu, é preciso por na cama mais cedo ainda
- Se a criança não dorme bem durante a noite, não permitir que a criança tire a soneca pode ser problemático, causar extrema fadiga
- Se a criança acorda entre 5-6 da manhã, e está bem descansada, pode-se tentar encorajar mais sono com cortinas escuras
- Ir pra cama mais cedo pode resultar em acordar mais tarde de manhã (sono traz mais sono, na maioria dos casos).

3 a 6 anos- A maioria ainda vai dormir entre 7-9 da noite, acorda entre 6:30 e 8 da manhã
- Aos 3 anos a maioria das crianças precisam de 1 soneca todos os dias
- Aos 4 anos, cerca de 50% das crianças tiram soneca 5 dias/semana
- Aos 5 anos de idade, cerca de 25% das crianças tiram soneca 4 dias/semana
- Aos 6 anos de idade as sonecas geralmente desaparecem
- Aos 3 e 4 anos a soneca dura 1-3 horas
- Aos 5 e 6 anos a soneca dura entre 1-2 horas


Infelizmente a vida moderna deixou nosso dia mais 'curto': trabalhamos mais e dormimos menos, além de ficarmos muitas horas em frentes de telas de TVs e computadores.

Nossos filhos dependem de nós para ter uma melhor qualidade de vida. Uma boa noite de sono influencia muito numa boa qualidade de vida!

E na sua casa? Seu filho dorme bem?


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Concurso Mês da Mães 2013! RESULTADO!

Enfim, o resultado que todos estavam ansiosos em saber! 
Não foi fácil escolher!
Primeiro, vamos conhecer nosso júri super especialista 
que foi convidado a participar dessa promoção:



Eu!
Marisa Abeid, 34 anos, mãe de 02 meninos, 
culinarista, autônoma e pastora evangélica!



Flordenice Nascimento v.d. Ende
Médica, pediatra na cidade de Sorocaba - SP 
Natural do RJ
(15) 3211-6534



Ana Paula de Barros Lima
Mãe, diretora do Colégio EDUCARE, em Sorocaba - SP
Av. Hermelino Matarazzo, 1421
(15) 3231-0762



Luciana Cristina Rodrigues
Mãe, psicopedagoga, 32 anos, diretora do Colégio GÊNESIS, em Sorocaba - SP
(15) 3232-2203




Um pai participou!!!

Daniel Araújo
músico, cantor, compositor, designer, gordo, filho de pastor, 
roteirista e ator do grupo de humor cristão Porta estreita (www.portaestreitatv.com.br). 
Casado com Michelle Araujo e pai da pequena Bruninha, de um ano e 10 meses... tipo assim?!
www.fb.com/daniel7araujo
www.soundcloud.com/danielaraujomusic






E a história vencedora foi a do VITOR GABRIEL:


Moro sozinha com o Vitor e no momento não trabalho e em uma tarde eu estava lavando roupa Vitor me "ajudando" do jetinho dele fazendo mta bagunça eu comecei a estender roupa e ele sempre quer me entregar os predendores de roupa e a gente la cantando eu estendendo roupa e quando dou conta aonde esta o Vitor? Terminei de estender a roupa e chamando ele Vitor vem com a mamãe vamos brincar a mamãe ja terminou e nada dele aparecer... como tudo estava mtu queto fui entrar em casa p ver o que estava fazendo assim que entro na cozinha encontro Vitor sentado no meio da cozinha quetinho com um balde na cabeça conforme foto em anexo eu nao aguentei segurei a risada para poder registrar o momento depois.. parei do ladinho dele e perguntei cade o Vitinho da Mamãe? E la foi ele tentar tirar o balde da cabeça e falando Oi!! 

Parabéns mamãe Larissa Azevedo!


Entre em contato em 05 dias úteis para confirmar a retirada do prêmio:
Uma caixa com 06 cupcakes com as tirinhas do Calvin e Haroldo 
de Dia das Mães, oferecidos pela Miss Cupcake Sorocaba!



marisa_abeid@yahoo.com.br
(15) 9104-1512

Obrigada a todas as participantes e aos jurados! 
Em breve teremos mais uma promoção no blog.
Fiquem atentos!



terça-feira, 4 de junho de 2013

Concurso Mês das Mães 2013! Histórias!

Queridos leitores e leitoras!
Tive pouquíssimas participações no concurso, mesmo assim ADOREI! Pretendo fazer sempre!
Recebi histórias lindas!
Confira:

VITOR GABRIEL
Boa tarde Marisa.
Bom aqui vai uma das mais novas peripécias do meu pequeno anjo o Vitor Gabriel de 1 ano e 2 meses.


Moro sozinha com o Vitor e no momento não trabalho e em uma tarde eu estava lavando roupa Vitor me "ajudando" do jetinho dele fazendo mta bagunça eu comecei a estender roupa e ele sempre quer me entregar os predendores de roupa e a gente la cantando eu estendendo roupa e quando dou conta aonde esta o Vitor? Terminei de estender a roupa e chamando ele Vitor vem com a mamãe vamos brincar a mamãe ja terminou e nada dele aparecer... como tudo estava mtu queto fui entrar em casa p ver o que estava fazendo assim que entro na cozinha encontro Vitor sentado no meio da cozinha quetinho com um balde na cabeça conforme foto em anexo eu nao aguentei segurei a risada para poder registrar o momento depois.. parei do ladinho dele e perguntei cade o Vitinho da Mamãe? E la foi ele tentar tirar o balde da cabeça e falando Oi!! Rs

Bom essa é uma história do meu pequeno.
Obrigada.

Larissa Azevedo


ISABELLA


Bom, Isabella tinha 8 meses quando começou a aprontar de verdade. Eu, mãe de primeira viagem, me desdobrando entre trabalho, casa, marido, cachorro e tudo mais. Consegui entreter a pequena cabeluda por 1 horinha para poder passar tooooda a roupa de 2 semanas (sim, vida de mãe atrasada). Aliviada, com toda aquela pilha gigantesca de roupas passadas, vou para o quarto, e guardo tudo lindo e cheiroso. O bendito telefone toca, uma amiga que não conversava há algum tempo, e a conversa se extendeu por míseros 7 minutos. Simmm, 7 minutos bastaram pra Bellinha ir até as gavetas (mãe louca, deixou o guarda-roupas aberto) e devastar todas as minhas roupinhas passadas e cheirosas.
Chegando no quarto, e quase tendo um infarto fulminante, me deparo com aquela carinha de alegria, jogando todas as roupas pra cima. Minha atitude? Morrer de abraçar e beijar aquele corpinho tão gordinho...Afinal, que delicia é desarrumar as coisas da mamãe !!!
Bruninha



FÁBIO
Olá,

Sou uma abençoada mãe de dois pequenos (já grandinhos) tesouros, a Bia com 13 anos e o Fábio com 9. A Bia sempre foi mais tranquila e quietinha, apesar de falar pelos cotovelos em casa, já o Fábio.... ah! Esse eu poderia escrever um livro contando as peripécias dele, mas me atento a mais recente e que me emocionou bastante pela inocência e coerência da criança. A aproximadamente um ano, estávamos todos na missa, como de costume e o Fábio durante a missa não para, senta, levanta, vai beber água, e eu acreditando que ele não presta atenção em nada, né.
Durante a homília, meu querido pároco estava nos dizendo sobre o acolhimento, que devíamos aceitar nossos irmãos como cada um é e que nunca deveríamos julgar as pessoas. Que todos poderiam partilhar da mesa do Senhor, pois a mesa de Deus é aberta a todos e o Fábinho, lá deitado no banco... bom passado uma semana, no outro domingo.... estamos novamente orando e ele começa.... Mãe, mãe, eu quero fazer isso também....
Pergunto: Fazer o que Fábio?
Mãe eu quero comer aquele negócio pra ficar pertinho de Deus!
Filho, não pode, você ainda é criança, você tem que crescer e fazer catequese primeiro...
Aff mãe, você não aprendeu? O Padre Paulo falou que a mesa de Deus é para todos...
SILÊNCIO...sem saber o que responder.... acabei dizendo... ai filho é verdade, mas então depois da missa você vai e pergunta pro Padre, porque agora não sei o que responder...

Bom no final da missa ele foi conversar com o padre.
Stella Boemer

REBECA OU REBEQUINHA
Martina minha filha tinha 4 anos, quando fomos para a casa dos meus pais e lá ela encontrou o avô que convidou ela para ir até a padaria.
No meio do caminho o avô pergunta.

- Como vai a Rebeca?
- Está bem vô. – respondeu a Martina
- Ela anda? – perguntou o avô
- Sim. – respondeu a Martina
- Ela está falando? – perguntou o avô
- Não vô, ela late. – respondeu a Martina
Aqui na nossa família temos duas Rebeca. Minha sobrinha de 5 anos e minha cachorra labrador de 10anos. Quando ganhei a Rebeca (cachorra), ela já veio com esse nome e não quis mudar, mesmo sabendo que minha irmã desde pequena sempre sonhou em ter uma filha com o nome de Rebeca, pois bem. Ela casou, teve uma filha e deu o nome de Rebeca. Quando meu pai ouviu a resposta da Martina dizendo que ela late, na hora pensou. Eu perguntando da neta e ela falando da cachorra até hoje damos muita risada dessa história. Daquele dia em diante Rebeca é a cachorra e Rebequinha é a prima!!!! Rsrs

Vanessa Fischer

DIEGO
Sou mãe de um casal... diga-se de passagem o casal mais lindo e fofo do mundo... Bárbara de 5 anos e Diego que fará 2 aninho do dia 8 próximo.

Dia desses, eu preparando nosso almoço, concentrada... descascando ovos de codorna... a todo instante Dieguito aparecia por perto e me estendia as mãos, era sempre um ovinho para ele e um na tigela da salada...
De repente, me vi sendo capaz de colocar 6 ovos de uma só vez na dita tigela, achei algo estranho... a essa altura o "Pequeno" na estava aprontando: eu já havia percebido que ele estava dando à nossa Yorkshire ração na boca, achei até bom pois estava me dando um bocadinho de sossego... mas tal atitude tinha uma propósito que eu até então desconhecia.
Ele queria mesmo era esvaziar o pote de ração da cachorra para utilizá-lo... o mesmo fez com o pote de água, mas essa ele jogou no chão mesmo pois a cachorrinha não colaborou...
Assim, sentou-se calmamente no chão, tirou suas sandálias (eu estava de olho nele, sem que ele se desse por observado). Eu comecei a escutar um "toc-toc" seguido de um "gemido de arranhado" no chão... no mesmo instante minha filha (Bárbara) comenta "mamãe o Di está andando de patins!". Olho para trás e vejo o "aprontador" com um dos pés em cada pote e os arrastava como se estivesse realmente andando de patins...
Achei muito criativo... consegui filmá-lo... foi muito cômico... kkk... melhor foi presenciar a carinha dele de satisfação, pois o engenho funcionou como o pretendido!
Cláudia Lenz


DAVI

Oii Marisa, bem tenho o Xande de 10 anos e o Davi de 1 ano de 5 meses e muiiita historia pra contar, dentre suas peripércias temos: 2 telefones quebrados...um foi arremessado pela sacada e o outro mergulhado no vaso sanitário, comprei um terceiro e colei na parede da sala...até agora ainda subsiste embora já tenha sido arremessado no chão várias vezes !! Outro lugar preferido da casa é a mesa da sala, sim ele gosta de ficar em pé na mesa...sapateando, outro dia coloquei as cadeiras em cima da mesa, pra evitar que ele subisse e num minuto de distração minha, ele simplesmente subiu na cadeira que estava em cima da mesa...sem brincadeira!! e a última mais relevante foi a inundação do meu quarto no último sábado...rsrs...meu marido tinha saído para trabalhar, meu filho mais velho acordou e fechou a porta do meu quarto para que eu descansasse mais...rsrs...peguei no sono pesado e não vi o Davi acordar...resultado...o mais velho estava na sala entretido com a TV e o Davi aproveitou que a porta do banheiro estava aberta e se fartou no banheiro, eu acordei com o barulho do mais velho entrando no quarto e pisando na poça de agua que se formou, sem brincadeira eu passei mais de 1h e 30min pra dar conta do estrago, tirei quase um balde de agua do meu quarto, tive que colocar pra secar todas as toalhas do gabinete do banheiro que ficaram encharcadas, a gaveta estufou todinha....ai me canso só de lembrar...rsrsr....passeria mais tempo contando mais e mais, se não fosse o tempo curto. Tenho que aproveitar que ele dormiu...ufa!!! De algumas dessas histórias tenho até foto, que estão no face, como foram postadas do celular e estou sem o cabo aqui...seguem as histórias sem as fotos!! Espero ser a ganhadora do melhor cupcake de Sorocaba !! Bjoss
Alessandra David


KAUAN
minha estori e abençoada so casada a 15anos logo que começamos a namorar engravide de gemeos 2meninos eu tinha um sonho de ter uma menina nao conformada engravidei de novo outro menino morando na cas da minha sogra com trez criança foi dificil conheci um deus grande que mudou minha vida venho ourto sonho q primeiio seria imposivel 11anos e trez meses morei na minha sogra Deus me deus uma casa linda com tudo dentro Deus acrcentou muito mais do q eu sonhei quando mudamos eu estava gravida de duas meninas por permiçao DEUS ME TIROU 2anos depois veio o kauan hoje com 2anoe 3meses ele me fez centir uma mulher forte esabia eu procurava algo pra fazer tentei de tudo mas nao dava certo vi os cupcakes e me apaixonei hoje trabalho em casa com meus cupcake e com pao de mel Deus me deu uma nova chance de vida atraves do kaum hoje sou motivada essa e mihna estoria.
Simone

Amanhã divulgarei o júri e a história vencedora!
Cruzem os dedos!


Essas crianças...

Desde que tive meu filho Pedro penso em escrever. Não apenas algo para as mães mas compartilhar com todos as alegrias, sustos, tristezas, emoções e até os momentos de raiva que todos os pais passam com seus filhos.
Cada filho é único, não dá para generalizar. Mas existem coisas que toda criança faz, sem exceções...quem tem filho vai se identificar, quem pensa em ter filhos...vai se surpreender!

Além disso, quem é de Sorocaba e região poderá conferir, aqui, dicas de passeios, programação cultural e outras atividades voltadas para a família, conferidas e recomendadas por mim.