Páginas

quarta-feira, 23 de junho de 2010

João...

Estamos ansiosos pela sua chegada filho!
Amamos você.







Irmãos!

QUARTO NOVO
O Pedro já ama o irmãozinho João que está prestes a nascer...mas a idéia de compartilharem o mesmo quarto após o nascimento não agradou muito! Mudamos a cor das paredes, o papel de parede, montamos o berço...tudo foi quaestionado pelo pequeno Pedro que não viu com bons olhos a mudança no início. Parece que se acostumou à idéia, vamos ver depois...

NOME
Quando pensávamos num nome para o bebê, perguntávamos ao Pedro sua opinião: ele dizia que o irmão se chamaria "irmão" ou "Pedro" também. Quando decidimos por João Henrique, ele disse:
"- Esse nome é muito feio para o meu irmão!"

BRINCADEIRAS
Todas as brincadeiras do Pedro, hoje mais do que nunca, envolve família. Todos os brinquedos formam uma grande família: há o ônibus que é o papai, o carro que é o filho...até nas brincadeiras de dragões há um respeito muito grande pelos pais, com rebedia às vezes! Nosso dia a dia é repetido diversas vezes pelos brinquedos e o "irmão" está sempre presente!

E O DEPOIS...
Quero ver a reação do Pedro quando o João estiver do lado de fora! Vai ser bem diferente para ele pois o João ainda faz parte da imaginação...quando ele for "real" será bem interessante. O Pedro conversa e brinca com o "irmão" o tempo todo, mostra os brinquedos, inclui o irmão nas brincadeiras, dá muitos beijos. Imagino que esse carinho será para sempre e sei que o João deve também estar muito curioso para conhecer o Pedro, esse menino que fala o dia todo!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Saudades do meu pequeno que está por vir...

Adriana Calcanhoto

Fico assim sem você


Avião sem asa,
fogueira sem brasa,
sou eu assim sem você.
Futebol sem bola,
Piu-piu sem Frajola,
sou eu assim sem você.

Por que é que tem que ser assim
se o meu desejo não tem fim.
Eu te quero a todo instante nem mil auto falantes
vão poder falar por mim.

Amor sem beijinho,
Bochecha sem Claudinho,
sou eu assim sem você.
Circo sem palhaço,
namoro sem amasso,
sou eu assim sem você

Tô louca pra te ver chegar,
Tô louca pra te ter nas mãos.
Deitar no teu abraço,
Retomar o pedaço que falta no meu coração.

Eu não existo longe de você
e a solidão é o meu pior castigo.
Eu conto as horas pra poder te ver
mas o relógio tá de mal comigo
Por quê?
Por quê?

Neném sem chupeta,
Romeu sem Julieta,
sou eu assim sem você.
Carro sem estrada,
queijo sem goiabada,
sou eu assim sem você

Por que é que tem que ser assim
se o meu desejo não tem fim.
Eu te quero a todo instante nem mil auto falantes
vão poder falar por mim

Eu não existo longe de você
e a solidão é o meu pior castigo.
Eu conto as horas pra poder te ver
mas o relógio tá de mal comigo.

Assista...

Essas crianças...

Desde que tive meu filho Pedro penso em escrever. Não apenas algo para as mães mas compartilhar com todos as alegrias, sustos, tristezas, emoções e até os momentos de raiva que todos os pais passam com seus filhos.
Cada filho é único, não dá para generalizar. Mas existem coisas que toda criança faz, sem exceções...quem tem filho vai se identificar, quem pensa em ter filhos...vai se surpreender!

Além disso, quem é de Sorocaba e região poderá conferir, aqui, dicas de passeios, programação cultural e outras atividades voltadas para a família, conferidas e recomendadas por mim.