Páginas

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Meu primeiro dia de aula na escolinha.

Meu primeiro dia de aula na escolinha foi aguardado com muita ansiedade. À medida que o dia ia se aproximando meu coração ficava menor, apertado. Quanta saudade eu sentiria daquele serzinho correndo, dançando, pulando e falando a tarde toda pela casa!
Eu, mãe, que sofri no primeiro dia de aula do Pedro. Ele...estava se divertindo; se eu saísse sem me despedir nem sentiria minha falta. Também, disputar a atenção dele com tanta criança da mesma idade e tantos brinquedos no parquinho seria emsmo muito difícil!
Preparamos o Pedro por muitos dias. Falávamos que ele deveria obedecer às "tias", comer tudo o que oferecessem a ele, beber bastante água, pedir para fazer xixi e coco quando tivesse vontade etc. Falamos como seria gostoso brincar com os coleguinhas, aprender coisas novas, fazer amigos. Visitei com ele a suposta escolinha quando procurávamos uma mais adequada às nossas "exigências de pais" e às necessidades atuais do Pedro; logo de cara percebi que seria ali mesmo...ele já havia se misturado à criançada enquanto eu tratava de negócios e tirava minhas dúvidas com a diretora. Difícil foi tirá-lo de lá sem choro porque ele não queria ir embora...saiu apenas depois de prometido um retorno em breve àquele lugar mágico!
Hoje está sendo seu primeiro dia lá. Fui mais cedo e levei-o pessoalmente para mostrar o banheiro com "privada para criança", o bebedouro onde ele deveria beber água, a pia onde lavaria as mãos. Virei as costas e lá estava o Pedro: brincando no parquinho, todo ambientado já!
Ouvi ele dizer: "Tia, posso lavar as mãos?", "tia, quero água!".
Quando aparecia alguma criança ele dizia: "Oi, meu nome é Pedro".
Na minha saída, chamei-o e ele começou a chorar pensando que também iria embora...quando eu disse que apenas eu iria, ele me abraçou e me beijou dizendo: "Você é meu amor."
É. Difícil...para mim, lógico! Desde o nascimento do Pedro a gente nunca havia se separado. Virei autônoma para cuidar dele em casa. Ele precisou ir para a escolinha porque estava pedindo amigos, brincadeiras novas, conviver com gente do tamanho dele...a mãe não estava mais suprindo tudo.
Que casa vazia!
Que casa silenciosa!
Começa uma nova fase para mim: voltarei a ser eu. Darei um pouco de atenção a mim: descansarei, trabalharei, lerei aqueles livros encostados a algum tempo, digitarei mais e darei atenção para o bebê da barriga, né bebezinho!
Que tarde longa!
Ainda bem que ele só fica meio período.
Terei a manhã inteira para curtir bastante meu Pedro!
Quanta saudade!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Criança não trabalha, criança dá trabalho!

Essa do grupo Palavra Cantada é ótima!
Ainda mais com a participação do Arnaldo Antunes!





Criança não trabalha

Composição: Arnaldo Antunes e Paulo Tatit

Lápis, caderno, chiclete, pião
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria, tambor, gritaria, jardim, confusão

Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar, pula cela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia, pirata, baleia, manteiga no pão

Giz, merthiolate, band-aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca, botão, pega-pega, papel, papelão

Criança não trabalha, criança dá trabalho
Criança não trabalha...

Lápis, caderno, chiclete, pião
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria, tambor, gritaria, jardim, confusão

Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar, pula cela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia, pirata, baleia, manteiga no pão

Criança não trabalha, criança dá trabalho
Criança não trabalha...

Giz, merthiolate, band-aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca, botão, pega-pega, papel, papelão

Criança não trabalha, criança dá trabalho
Criança não trabalha...

1, 2 feijão com arroz
3, 4 feijão no prato
5, 6 tudo outra vez...

Lápis, caderno, chiclete, pião
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria, tambor, gritaria, jardim, confusão

Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar, pula cela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia, pirata, baleia, manteiga no pão

Criança não trabalha, criança dá trabalho
Criança não trabalha...


Essas crianças...

Desde que tive meu filho Pedro penso em escrever. Não apenas algo para as mães mas compartilhar com todos as alegrias, sustos, tristezas, emoções e até os momentos de raiva que todos os pais passam com seus filhos.
Cada filho é único, não dá para generalizar. Mas existem coisas que toda criança faz, sem exceções...quem tem filho vai se identificar, quem pensa em ter filhos...vai se surpreender!

Além disso, quem é de Sorocaba e região poderá conferir, aqui, dicas de passeios, programação cultural e outras atividades voltadas para a família, conferidas e recomendadas por mim.